O Jogo do Anjo

20:07:00

Ficha Técnica
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Ano: 2008
Páginas: 416
Editora: Suma de Letras

Sinopse
Aos 28 anos, desiludido no amor e na vida profissional e gravemente doente, o escritor David vive sozinho num casarão em ruínas. É quando surge em sua vida Andreas Corelli, um estrangeiro que se diz editor de livros. Sua origem exata é um mistério, mas sua fala é suave e sedutora. Ele promete a David muito dinheiro e sua simples aparição parece devolver a saúde ao escritor. Contudo, o que ele pede em troca não é pouco. E o preço real dessa encomenda é o que David precisará descobrir.
Em O Jogo do Anjo, o catalão Carlos Ruiz Zafón explora novamente a Barcelona do início do século XX, cenário de seu grande êxito internacional A Sombra do Vento, que vendeu mais de 10 milhões de exemplares em todo o mundo. Lançado este ano na Espanha, O Jogo do Anjo já ultrapassou a marca de um milhão de exemplares vendidos.

Opinião
"A inveja é a religião dos medíocres. Ela os reconforta, responde às angústias que os devoram por dentro" O Jogo do Anjo - Carlos Ruiz Zafón
Carlos Ruiz Zafón foi um autor que eu encontrei através de uma indicação. E após ler uma boa parte de suas obras posso tecer algum comentário acerca desse livro. 
Em O Jogo do Anjo, Zafón nos conta a história de um jovem escritor, David Martín, que tem sua carreira elevada de uma forma repentina e faz com que ele receba uma proposta de Andreas Corelli para que Martín lhe escreva um livro. Descobrir quem é Andreas Corelli e o que realmente ele quer na trama é um trabalho que vai demandar bastante atenção na leitura. Zafón nos apresenta também vários personagens extremamente cativantes, como é o caso do Sr. Sempere, dono da livraria "Sempere e Filhos". Também é o caso da Isabella Gispert, que aparece na trama como uma aprendiz de Martin, mesmo que a contragosto dele. Traz também figuras que cairão no julgamento do leitor como o Sr. Vidal.
Além da trama o autor aborda como tema principal de questionamento a religião, e traz temas secundários como a economia e a sociedade da época.
O final do livro é que pode deixar a desejar para alguns pela confusão dos fatos e a forma com que eles são inseridos na história. A história não apresenta um desfecho claro o que obriga o leitor a diversas releituras das partes finais. Dá a impressão que Zafón abriu vários parenteses e esqueceu de fecha-los durante a narrativa.
Comparado com "A Sombra do Vento" este livro parece não mostrar o melhor de Zafón mas não deixa de ser uma excelente obra e vale muito a pena a leitura, mostra porque ele é um autor bastante prestigiado.

You Might Also Like

4 comentários

  1. Olá, meu nome é raffael tudo bem?
    Amei seu blog. :)E já ouvi falar desse autor,porém sempre que ia na biblioteca da escola pra procurar por algum livro dele, nunca encontrava.
    Abraços.
    Ps:Dê uma olhada no meu blog também ,sou escritor amador :www.raffaelpetter.blogspot.com
    Ps: estou te seguindo. :)

    ResponderExcluir
  2. Olá Rodolfo!

    Retribuindo a visita ;)

    Sempre leio resenhas maravilhosas dos livros desse autor, mas nunca tive a oportunidade de ler!

    A história me pareceu ser bem interessante e espero em breve ter a oportunidade de apreciar!

    Beijinhos


    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Tudo bom?
    Eu já ouvi falar muito desse livro, mas ainda não o li.
    Já estou seguindo aqui.
    bjs
    http://letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Flickr Images