Rogerinho boca-frouxa

21:05:00

Rogerinho era um garoto muito tímido, apesar das grandes orelhas, talvez por uma pequena ironia da vida, nasceu apenas com 30% da audição, com isso tinha bastante dificuldades para aprender e se comunicar e foi então que resolveram levar o menino ao médico o qual indicou que ele usasse um aparelho auditivo.
Foi então que tudo mudou.
Rogerinho passou a escutar tudo, maravilhado, escutava até o que não deveria. Mas o principal problema era que o menino falava tudo o que escutava, vírgula por vírgula. Na vizinhança não acontecia nada que que passasse desapercebido pelos ouvidos biônicos do garoto e muito menos da língua ligeira que o menino tinha. Ele morava com as duas tias solteiras, nem elas foram perdoadas pelo Rogerinho, mas elas também eram ouvintes atentas dos causos das vidas alheias que o menino contava todas as noites. Foi através dele que ficaram sabendo que Dona Tereza, mulher do Seu Pepeu, dono da quintanda, o traía com o Emerson, sobrinho do velho que veio do interior para estudar e ajudar na venda. Rogerinho escutava as conversas de seus amigos enquanto brincava, ficava embaixo da janela das casas, como quem não quer nada, e ouvia as confidências de quem lá residia. Era um garoto aplicado.
No colégio, Rogerinho foi a atração principal durante toda a sua passagem, foi lá que recebeu a alcunha de "Rogerinho boca-frouxa", chegou até a fazer um jornal, intitulado "Notícias do boca-frouxa", ele gostava do apelido. Não havia um namorico que não estampasse a página principal de seu jornal, que circulava em apenas uma folha de caderno por toda a escola. O boca-frouxa não perdoava nem mesmo os professores, ele foi o pivô da expulsão da Dona Soraia, que era uma jovem professora que mantinha relações com o diretor, o Professor Augusto, que era casado e sua mulher descobriu a traição graças ao jornal do jovem aprendiz do Deus Cyric, essa notícia foi manchete durante semanas, aqueles tempos foram o auge da carreira de Rogerinho na adolescência. Ele não tinha limites.
Rogerinho então resolveu entrar na Faculdade de Jornalismo, claro, porém o boca-frouxa passou a usar seus dotes de investigação para seu benefício, em vez de soltar na mesma hora as notícias que captava ele as guardava para usá-las quando fosse necessário. Guardou podres de professores, colegas, até a tia do lanche - que somente a título de informação se casou com uma mulher, que batia nela - e ameaçava soltá-los quando algo não ia de acordo com o que ele planejara, porém, não continha seu desejo de compartilhar as notícias e acabava divulgando as fofocas em corredores, mesmo depois de conseguir o que queria. Dessa vez Rogerinho era odiado por todos, o que o deixou triste e sozinho, dizem as línguas de corredor - sim, haviam outras pessoas fofoqueiras -, que boca-frouxa, em toda sua trajetória na faculdade, nunca encontrou um amor.
Depois de formado, Rogerinho começou a pensar na vida e a lembrar de como era feliz no colégio, e tentou reencontrar sua boa fama. Foi então que ele criou um blog, que mais tarde se tornara um site e que hoje é a referência de fofoca e tratamentos da vida alheia em todo o país, próximo ano ele estreará seu próprio programa de TV. Mas nem tudo são rosas. Rogerinho ainda vive sozinho, talvez sua maior amargura, uma vez que nenhuma mulher gosta de homem fofoqueiro. O casal precisa manter suas confidências. Talvez seja o preço da fama.

You Might Also Like

9 comentários

  1. Esse Rogerinho adora uma fofoca né?
    (Risos)
    Gostei da história. Bem engraçada. Ruim é que fofoca não é bom pra ninguém né? Espero que Rogerinho ache uma maneira de ser feliz. Uma verdadeira maneira.

    Obrigado pela visita!
    Visite sempre!
    http://www.borboletra.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fofoca nunca será louvável! Obrigado pela visita! Estarei acompanhando seu trabalho!

      Um abraço!

      Excluir
  2. Olá!
    Adorei a história...

    Já estou seguindo o blog, muito bom.. SUCESSO.
    Beijos, Ariane

    www.diariodostreze.blogspot.com (visita??)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por seguir! Lógico que visito sim! Seguirei também! Um abraço!

      Excluir
  3. Agora eu estou em dúvida se ele é fofoqueiro ou se é só boca-froxa mesmo haha' me tire essa dúvida.
    Gostei da história, muito boa. Você quem fez?
    Parabéns!

    Obrigado pela visita, volte sempre que quiser.
    garotoimpulsivo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que ele passou pelas duas fases. Fofoqueiro quando ele teve a malícia, mas no começou ele era apenas boca-frouxa mesmo!
      Eu mesmo que fiz. Obrigado pela visita!

      Um abraço!

      Excluir
  4. Gostei bastante da história, vc leva jeito pra coisa. Parabéns.

    Estou seguindo seu blog para acompanhar as atualizações e sempre que puder fazer uma visita.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e por seguir!

      Um abraço!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir

Flickr Images