A espera...

18:49:00

Quinta-feira, 19h, espero ansiosamente você aparecer na porta. Era para você ter chegado na segunda-feira da semana passada, mas perdi as esperanças na sexta-feira, não havia chegado. Você atrasou e nem sequer me deu nenhuma satisfação.
Eu sei que parte da culpa é minha, pois não é fácil para você chegar até aqui, moro muito longe, em uma cidade cheia de problemas que dificultam o nosso encontro, mas mesmo assim criei esperanças e as alimentei de formas que qualquer batida na porta meu coração acelerava, minha pupila dilatava e eu corria para a porta para ver se era você quem havia chegado, mas não era.
Infelizmente não tivemos condições para que a sua vinda fosse rápida. A espera, as vezes, é resultado da falta de dinheiro.
Olho para o relógio e esgoto totalmente minhas possibilidades de vê-la hoje, já são 21h. Preparo um chocolate quente, como alguns biscoitos e fico sentado na frente do computador tentando obter algumas notícias tuas, tudo em vão. Vou deitar e não consigo dormir, chega a ser doentio. Fico pensando se você está bem, por onde estás, adormeço pensando em você.
No dia seguinte a esperança se renova, estou de férias e prefiro ficar em casa esperando você chegar, já é sexta-feira e sei que o quanto mais nos aproximamos do final de semana menor a chance de tê-la em meus braços.
Às 18h toca a campainha, eu corro, bato o dedinho do pé na mesa de centro e abro aporta!
Era apenas a D. Mariazinha pedindo para eu diminuir o volume da música que eu estava ouvindo.
Abaixo o som e fico pensando em você, nos momentos felizes que passaríamos juntos se você já estivesse aqui comigo, minhas esperanças de vê-la essa semana é quase nula, vou deitar conformado e adormeço, mais uma vez, pensando em você.
No sábado, sem esperar, você toca a porta, recebo-a com o sorriso no rosto, agradeço e entro em casa com um sorriso no coração também.
Nunca pude esperar que os correios entregasse uma encomenda no sábado, apesar das reclamações no site o produto chegou no prazo eu é que queria que ele chegasse logo. Infelizmente é assim toda vez que pedimos alguma coisa na internet.

You Might Also Like

5 comentários

  1. Você foi até o http://www.arthur-claro.blogspot.com e deixou um comentário, agradeço a visita e o comentário. Mas o motivo da minha vinda aqui é pelo motivo que vou recomeçar do zero o meu blog e fazer posts um pouco mais elaborados, espero que você visite e recomende ele sempre que você quiser, quando eu publicar o recomeço entro em contato.

    Obrigado pela atenção e tudo de bom para você.

    ResponderExcluir
  2. O alvo de meu blog é divulgar o bom nome de Jesus.
    E levar cada crente mais perto de seu Senhor, ficarei feliz se quiser fazer parte dele,
    contudo não deixarei de visitar, e comentar em seu blog.
    Ficarei á espera da sua amizade virtual.
    Minhas saudações em Cristo Jesus.Peregrino e Servo.

    ResponderExcluir
  3. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Antes de comentar sobre o post, tenho que dizer que estava com saudades desse blog.

    Enfim, você me enganou direitinho. Achei genial.
    Em alguns momentos não entendi algumas ideias porque eu automaticamente aplicava essas ideias á uma pessoa. Mas, era uma coisa. rsrsrs
    Genial mesmo! Além de me prender desde o início até o fim, o final me deu uma grande surpresa.

    Vi que não estou te seguindo. Vou passar a seguir.
    Estou te acompanhando agora.
    Quando puder, faz uma visita:
    http://www.borboletra.com/

    ResponderExcluir
  4. Na verdade, eu já estava seguindo. rsrs

    ResponderExcluir
  5. Olá

    Passei para retribuir sua visita e comecei a dar uma olhada nos seus textos. Gostei do conto com o final que nos mostra que lemos caminhando sobre o conhecido.
    Abços. Volte sempre.

    ResponderExcluir

Flickr Images